INTRODUÇÃO AO TREINAMENTO DESPORTIVO

Postado por: Walace Riceli Erbs

Nos dias de hoje é normal o atleta ter um treinador ou planilha de treino.

Mas afinal por que treinamos?

No entendimento do atleta, ele treina para melhorar sua performance e seus resultados.

Já para o treinador, ele treina para melhorar aspectos fisiológicos.

Quando o seu amigo fala que está fazendo treinos de base, nós treinadores estamos pensando
em melhorar a capacidade aeróbica do atleta e assim por diante.

Mas o que seria melhorar a capacidade aeróbica?

Seria melhorar a via energética oxidativa que é a melhora da queima de gordura pelo corpo.
Sendo assim, os treinadores fazem testes e determinam as zonas de treinamento, podendo ser
dividida em Potência, Frequência Cardíaca e Pace que não se aplica muito ao ciclismo.

A fisiologia do exercício é a mesma para todos os atletas, porém, a grande diferença está na
definição do limiar, que é o que vai reger as zonas de treinamento e o volume de treino que é
diferente de atleta para atleta.

ZONAS DE TREINAMENTO
ZONAS (FAIXAS DE TREINAMENTOS) DESCRIÇÃO FREQUÊNCIA CARDÍACA POTÊNCIA 
RECUPERAÇÃO   
ZONA 1ATIVA <68%<55%
ZONA 2ENDURANCE69-83% 56-75%
ZONA 3TEMPO84-94%76-90%
ZONA 4LIMIAR DE LACTATO95-105%91-105%
ZONA 5VO2 MÁXIMOmáximo de esforço>106%

Observações:

*percentual da frequência cardíaca referente ao limiar de lactato.

**percentual de potência com base no FTP Functional Threshold Power.

Por esse motivo é tão importante seguir o que é prescrito pelo treinador.

Nos próximos artigos iremos dissecar mais sobre o treinamento e suas peculiaridades.

Gostou? Deixe seu comentário abaixo ou entre em contato comigo pelo WhatsApp.

Compartilhe esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Abrir Chat
Precisa de Ajuda?
Olá, me chamo Walace Erbs, sou treinador de ciclismo na Hub Treinamento. Posso ajudar?